WTA duvida de veracidade de e-mail de tenista chinesa desaparecida após denunciar estupro

0
11


Shuai Peng disse que teria sido estuprada por Zhang Gaoli, membro importante do Partido Comunista Chinês

Reprodução / Twitter / @WTAWTA e estrelas do tênis postaram ‘onde está Peng Shuai?’

O chefe da Associação de Tênis Feminino (WTA, na sigla em inglês), declarou ter dúvidas sobre a veracidade de e-mail que supostamente teria sido enviado pela tenista chinesa Shuai Peng, no qual ela negaria as acusações de estupro feitas contra um membro poderoso do Partido Comunista Chinês. Na acusação, Peng afirmou que teve um relacionamento consensual ocasional com o ex-vice premiê chinês Zhang Gaoli por algum tempo, mas que acabaram se afastando. Posteriormente, ela teria sido convidada para jogar tênis na casa de Zhang com ele e a esposa, e, nesta ocasião, teria sido estuprada pelo político. As denúncias foram feitas no Sino Weibo, rede social chinesa que se assemelha ao Twitter, e apagadas depois de 30 minutos. Peng estava desaparecida desde o início do mês de novembro até o suposto e-mail, no qual nega as acusações e diz que está tranquila em casa, descansando.

Steve Simon, presidente da WTA, assinou um comunicado no qual levanta dúvidas sobre a mensagem. “O comunicado divulgado pela mídia estatal chinesa a respeito de Peng Shuai só aumenta minhas preocupações a respeito de sua segurança e seu paradeiro. Tenho dificuldade de acreditar que Peng Shuai realmente escreveu o email que recebemos ou que acredita no que está sendo atribuído a ela”, disse Simon. Peng foi campeã de duplas dos torneios de Wimbledon em 2013 e Roland Garros em 2014, dois dos mais tradicionais do tênis, e chegou a ocupar a primeira colocação do ranking mundial de duplistas, enquanto Gaoli ocupou o cargo de vice-premiê entre 2013 e 2018 e foi um conselheiro importante do atual presidente chinês, Xi Jinping.

Além da WTA, o desaparecimento de Peng mobilizou outros atletas do tênis, como Novak Djokovic, Naomi Osaka e Serena Williams, que publicaram a mensagem ‘Onde Está Shuai Peng?’ em suas redes sociais. Nesta quinta, 18, a Anistia Internacional, ONG que defende os direitos humanos, exigiu que o governo chinês forneça uma prova de que Peng está viva e segura. “Dado que o governo chinês tem uma abordagem de tolerância zero às críticas, é profundamente preocupante que Shuai Peng pareça estar desaparecida após acusar um ex-funcionário do governo de alto escalão de agressão sexual. A suposta declaração recente de Peng de que “está tudo bem” não deve ser tomada ao pé da letra, uma vez que a mídia estatal da China tem um histórico de forçar declarações de indivíduos sob coação ou simplesmente fabricá-las. Essas preocupações não irão embora, a menos que a segurança e o paradeiro de Peng sejam confirmados” afirmou Doriane Lau, pesquisadora chinesa da Anistia Internacional, que também cobrou que as denúncias da atleta sejam investigadas.





Source link

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui