PSDB diz que vai concluir votação para escolha de novo candidato até o dia 28

0
8


Legenda afirmou que ainda não sabe o que causou instabilidade no aplicativo de votação e não descartou buscar outra tecnologia para fazer as prévias

Reprodução/Twitter/PSDBoficialPor problema no aplicativo, eleição marcada para o dia 21 deverá ser finalizada no próximo domingo

Após interromper as prévias eleitorais porque filiados encontraram problemas técnicos no aplicativo desenvolvido para a votação, o PSDB informou nesta segunda-feira, 22, que concluirá o processo de escolha do representante da sigla para as eleições de 2022 ao longo da semana, o concluindo até o próximo dia 28. De acordo com a legenda, a decisão foi tomada em conjunto pela direção do partido e pelos três pré-candidatos à vaga na corrida eleitoral: Eduardo Leite, governador do Rio Grande do Sul; João Doria, governador de São Paulo, e Arthur Virgílio Neto, ex-prefeito de Manaus. “O partido ainda aguarda manifestação da empresa contratada, a Faurgs [Fundação de Apoio da Universidade Federal do Rio Grande do Sul]. Se, até esta terça-feira, ela não oferecer garantias concretas de viabilidade e robustez da solução contratada, o PSDB adotará tecnologia privada para concluir o processo de prévias”, afirma trecho da nota divulgada pelo partido.

Ainda na noite do domingo, a Faurgs divulgou nota de esclarecimento informando que investiga as causas da instabilidade no app. O documento divulgado pelo órgão também apontou que os votos registrados até o momento não foram perdidos e garantiu que representantes das três chapas inscritas na competição acompanham o processo de análise, o que garantiria a lisura e segurança da plataforma. Em nota divulgada à imprensa, o candidato Arthur Virgílio, menos cotado para ganhar a competição, informou que uma nova empresa que já realizou outros tipos de eleição no país, como a do Quinto Constitucional da OAB, deve ser testada como “plano B” ao longo da semana. “O fato é que as prévias têm de ser decididas. É hora de agir e não postergar. De resolver e não procrastinar”, pontuou. Em nota, João Doria afirmou que confirma apoio às soluções anunciadas por Bruno Araújo. “Existem soluções para garantir as maniestações de todos os filiados que se inscreveram nas prévias. É preciso concluir o processo eleitoral de consulta interna. Qualquer alternativa que não seja a rápida conclusão da votação é um desrespeito à vontade da maioria partidária. É violentar as prévias. É negar a democracia”, disse.

Em conversa com jornalistas em Brasília, Leite disse que foi surpreendido com a nota e pontuou que não há qualquer acordo firmado sobre sistema de votação. “Estamos convictos de que nós venceríamos essas prévias com elas realizadas neste domingo. Tinhamos a absoluta confiança de que estaríamos aqui celebrando uma vitória. Infelizmente, o que a gente vê é o aplicativo não ter suportado, inclusive, entendemos que merece uma investigação profunda sobre eventuais ataques”, pontuou, afirmando que a direção da legenda deve esclarecimentos sobre o processo. O presidente do partido, Bruno Araújo, afirmou que fez reunião com os representantes dos três candidatos antes do entendimento sobre a nova data ser divulgado. “A emergência faz com que a gente precise concluir o processo de prévias. Temos 60% do peso dos votos apurados e falta garantir o direito dos outros filiados para encerrarmos este processo”, afirmou. O político também pregou a necessidade de união do partido em respeito ao filiado.





Source link

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui