PSDB decide suspender prévias após aplicativo de votação apresentar instabilidade

0
11


Decisão é temporária; legenda afirma que definirá uma nova data para que todos os filiados possam votar e que a ‘integridade e segurança do processo estão totalmente preservadas’

DIDA SAMPAIO/ESTADÃO CONTEÚDOEduardo Leite, Arthur Virgílio e João Doria disputam as prévias do PSDB, que vão definir qual será o candidato à presidência da República em 2022

O PSDB decidiu neste domingo, 21, suspender as prévias para escolher o próximo candidato da legenda a concorrer à presidência da República em 2022 após o aplicativo escolhido apresentar instabilidade durante todo o dia. A legenda afirma que definirá uma nova data para que todos os filiados possam votar e que a “integridade e segurança do processo estão totalmente preservadas”. O sistema usado para escolher entre Eduardo Leite, João Doria e Arthur Virgílio era híbrido e permitia a votação via aplicativo ou presencialmente. O partido divulgou que o processo de votação por meio da urna eletrônica foi encerrado às 18h. “Os votos registrados neste domingo estão preservados e o PSDB está definindo, junto com os candidatos, em que momento o processo será retomado”, afirmou a legenda, que continuou: “Os votos recebidos tanto pelo aplicativo quanto por meio das urnas eletrônicas ao longo deste domingo serão totalizados ao final do processo de votação”. Por fim, o PSDB ressaltou que “todos os votos registrados desde a abertura da votação neste domingo estão válidos e serão computados”.

A princípio, o prazo de votação era até as 15h, mas os problemas no aplicativo fizeram o partido adiar para as 18h. Mais cedo, o presidente do PSDB de São Paulo, Marco Vinholi, emitiu uma nota dizendo que cerca de 62% do total de filiados do Estado não tinham conseguido acessar a plataforma para votar até as 12h30 deste domingo. No meio da tarde, Doria anunciou que ele e Arthur Virgílio, seu concorrente na votação, estavam a caminho de uma reunião com o presidente nacional do partido, Bruno Araújo, para tomarem uma decisão. Doria ressaltou que a posição dele e de Virgílio era “clara”. “Queremos prévias, lisura e que todos os filiados cadastrados tenham direito garantido ao voto”, disse o governador de São Paulo em seu perfil no Twitter.





Source link

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui