Produtor que processa Phoebe Bridgers após acusações de abuso compartilha centenas de mensagens trocadas

    0
    133


    Phoebe Bridgers estreia no Saturday Night Live
    Reprodução / YouTube

    Proprietário do famoso estúdio Sound Space, o produtor Chris Nelson está processando Phoebe Bridgers em R$21 milhões por difamação e compartilhou centenas de mensagens de texto trocadas entre os dois.

    Nelson alega que a cantora falsamente o acusou de comportamento abusivo em Outubro do ano passado e, por isso, reivindica na Justiça o valor citado.

    Segundo ele, Phoebe “intencionalmente usou sua plataforma pública de alto alcance no Instagram para publicar falsas e difamatórias acusações com o objetivo de destruir sua reputação”. Bridgers, em sua conta do Instagram, disse ter testemunhado situações de “aliciamento, roubo e violência” causadas por Nelson.

    As conversas que envolvem as duas partes da ação judicial teriam acontecido entre 2016 e 2020, de acordo com a Rolling Stone (via NME).

    Nos autos do processo registrado no Tribunal Superior de Los Angeles, o produtor diz que acredita que as mensagens “provem que tudo o que Phoebe falou sobre ele era falso”. Uma nova audiência foi marcada para 25 de Fevereiro.

    Phoebe Bridgers teria tido relação sexual com casal

    Nos documentos apresentados na Corte, Chris Nelson alega que ele e sua então namorada, Emily Bannon, tiveram uma relação sexual consensual com Phoebe.

    Porém, o produtor declara que, depois de terminar com Emily, a quem ele também já processou, ela continuou se relacionando com a cantora. Apesar de nunca terem assumido o suposto caso, Bridgers e Bannon compareceram juntas à festa Men of the Year da GQ em 2019.

    A ex-namorada de Nelson foi quem primeiro revelou fortes acusações contra o produtor, indo desde fraude e invasão de contas de e-mail de mulheres até assassinato por crime de ódio.

    Vamos acompanhar.

    LEIA TAMBÉM: Taylor Swift vai a julgamento por possível plágio em “Shake It Off”

     





    Source link