Número de migrantes detidos no México até outubro passou de 228 mil

0
151


De janeiro a outubro deste ano o país deportou 82.627 pessoas, residentes principalmente da América Central

REUTERS/Jose Luis GonzalezA migração na fronteira do México cresceu neste ano

As autoridades do México detiveram 228.115 migrantes e deportaram 82.627 de janeiro a outubro de 2021, aproximando-se de um patamar que não era registrado em mais de 15 anos, segundo dados da Unidade de Política Migratória do país divulgados nesta sexta-feira, 3. O número de detenções de migrantes já é quase três vezes maior que o contabilizado em todo o ano de 2020, quando houve 82.379. Já as deportações aumentaram em 27% em relação ao ano anterior, quando houve 60.315. Com estes números, o México está se aproximando das estatísticas de 2005, quando deteve mais de 240 mil migrantes e deportou quase 232 mil, também de acordo com a Unidade de Política Migratória. Entre os migrantes detidos em 2021, 48.707 eram menores, e 1.124 foram considerados desacompanhados. A maioria dos migrantes era da América Central, com mais de 192 mil do total, sendo 97.968 de Honduras, 64.733 da Guatemala, 18.988 de El Salvador, 17.516 do Haiti e 10.960 da Nicarágua.

O governo mexicano tem sido criticado por seu tratamento dos migrantes e pelo destacamento de mais de 28 mil militares nas fronteiras norte e sul para tarefas migratórias. Além disso, o presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, pactuou com o presidente mexicano, Andrés Manuel López Obrador, o restabelecimento do programa “Permanecer no México” a partir da próxima segunda-feira, para forçar os solicitantes de asilo nos EUA a esperar no país vizinho pela resposta ao processo. O governo mexicano prometeu nesta sexta-feira que, “por razões humanitárias e em caráter temporário, não enviará a seus países de origem algumas pessoas que vão esperar no México a conclusão de seu processo de imigração perante as cortes americanas”.

*Com informações da EFE





Source link