Nikão faz golaço, Athletico-PR vence o RB Bragantino e conquista bi da Sul-Americana 

0
11


Com o resultado, o Furacão torna-se o primeiro clube do Brasil a ganhar duas taças da competição, deixando Internacional, São Paulo e Chapecoense, com uma cada, para trás

Reprodução/Twitter/@SudamericanaBRNikão comemora gol marcado na final entre Athletico x RB Bragantino

O Athletico-PR conquistou o título da Copa Sul-Americana 2021, ao bater o RB Bragantino por 1 a 0, na noite deste sábado, 20, no Estádio Centenário, em Montevidéu, no Uruguai. Completando 300 jogos com a camisa do time paranaense, Nikão fez o gol da vitória com uma pintura de voleio, ainda no primeiro tempo. Com o resultado, o Furacão torna-se o primeiro clube do Brasil a ganhar duas taças da competição, deixando Internacional, São Paulo e Chapecoense, com uma cada, para trás. O Athletico, aliás, iguala Boca Juniors e Independiente, ambos da Argentina, os maiores vencedores do torneio organizado pela Conmebol. A equipe de Bragança Paulista, por sua vez, segue sem obter um caneco em território estrangeiro.

Em campo neutro e com baixa presença de público, quem começou melhor a partida foi o RB Bragantino, que assustou duas vezes com Cuello – na primeira, o atacante quase anotou um gol olímpico. Aos 20 minutos, no entanto, o Athletico-PR passou a aparecer mais no ataque, em finalização de média distância de Terans, defendido por Cleiton. Na segunda investida, não teve jeito: o goleiro do Massa Bruta espalmou chute de Terans. No rebote, Nikão virou um lindo voleio – a bola pegou na trave e morreu dentro da rede. Já nos minutos finais, os paulistas ensaiaram uma pressão, que foi contida pelos paranaenses.

Na volta do intervalo, o Athletico-PR ameaçou com Léo Cittadini após contra-ataque armado por Nikão e Terans. Quem deu as cartas, porém, foi o RB Bragantino, que se lançou ao ataque em busca do empate. Helinho e Artur, com finalizações de fora da área, quase marcaram. Com o passar do tempo, sob a liderança de Thiago Heleno, o time paranaense foi neutralizando as tentativas do rival. Treinador do Massa Bruta, Maurício Barbieri ainda lançou os atacantes Gabriel Novaes e Alerrandro, partindo para o tudo ou nada no fim do embate. O segundo até teve boa chance de cabeça, mas desperdiçou e viu a taça ficar nas mãos do Furacão.





Source link

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui