Grammy Latino elege música contra governo de Cuba como “Canção do Ano”

    0
    9


    Patria y Vida, música vencedora do Grammy Latino

     

     

    Nesta quinta-feira (18), o Grammy Latino teve uma certa polêmica ao premiar “Patria y Vida”, faixa de famosos artistas cubanos, como Canção do Ano.

    Isso porque o “supergrupo” formado por Yotuel RomeroDescemer BuenoGente de ZonaMaykel Osorbo El Funky usou a música para protestar contra o governo de Miguel Díaz-Canel Bermúdez, que reagiu imediatamente nas redes sociais — afinal de contas, na época de seu lançamento, “Patria y Vida” teve mais de 1 milhão de visualizações em menos de 72 horas.

    Na ocasião, Bermúdez apelou para o nacionalismo de parte dos residentes do país da América Central e também para uma frase característica de Fidel Castro: “pátria ou morte”. Como já deve ter sido possível perceber, os artistas quiseram justamente fazer uma contraposição a esse discurso, pedindo o apreço pela vida acima da pátria e mudanças no regime cubano.

    Usando a frase em diversas publicações, o líder do país também fez com que a TV local convocasse os cidadãos para cantarem o hino nacional, em uma tentativa de conter os possíveis danos causados pela música.

    Polêmicas de “Patria y Vida”

    Se, por um lado, diversas pessoas se posicionaram a favor da manifestação artística de Yotuel e companhia, surgiram ao mesmo tempo várias acusações pesadas — inclusive de que o grupo de músicos estaria sendo financiado pelo governo dos EUA.

    Justamente por isso, a vitória no Grammy Latino reacendeu o debate acerca da verdadeira intenção de “Patria y Vida”. Os artistas, claro, já falaram algumas vezes que não há nenhuma intenção além de ajudar o próprio povo cubano, inclusive afirmando que a perspectiva cantada é a de cidadãos do país e de fora dele. A faixa foi gravada entre Havana e Miami, que se tornou um destino popular para os que saem de Cuba.

    Nos comentários do clipe oficial, aliás, há diversos comentários fortes sobre o conteúdo da canção. “É impossível que alguém que se diga cubano de coração não vá às lágrimas com essa música”, escreve um usuário, enquanto cidadãos de outros países como Porto Rico e Uruguai declaram apoio aos músicos.

    Musicalmente falando, “Patria y Vida” é uma obra prima: os artistas conseguem unir uma forte influência da música tradicional cubana com a vertente mais moderna do Rap, resultando em uma faixa que realmente tem o poder de emocionar e fazer refletir.

    Independentemente de qual seja o lado certo da história, é inegável que a Canção do Ano do Grammy Latino cumpriu sua missão e trouxe os holofotes para esse debate como há muito não se via. Você pode ouvi-la abaixo e conferir todos os ganhadores da premiação neste link.

     

     

     

    Nosso site utiliza de cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência em nossos serviços. Consulte nossa Política.

     





    Source link

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Por favor digite seu comentário!
    Por favor, digite seu nome aqui