Fechamento de escolas na pandemia pode levar a perda de US$ 17 trilhões, diz estudo

0
66


Segundo o relatório do Banco Mundial, Unicef e Unesco cerca de 1,5 bilhão de crianças e jovens foram afetados de 188 países

LEANDRO FERREIRA/FOTOARENA/ESTADÃO CONTEÚDOPesquisa avaliou que a interrupção das aulas presenciais e a falta de políticas públicas para garantir qualidade no ensino remoto

O fechamento prolongado das escolas durante a pandemia de Covid-19 pode fazer com que crianças e jovens do mundo inteiro deixem de ganhar US$ 17 trilhões ao longo da vida. Essa é uma das conclusões do Estado da Crise Global da Educação: Um relatório sobre o Caminho da Recuperação, publicado nesta semana pelo Banco Mundial, Unesco e Unicef. A pesquisa avaliou que a interrupção das aulas presenciais e a falta de políticas públicas para garantir qualidade no ensino remoto levaram a grandes perdas de aprendizagem e maior risco de abandono escolar. Ao todo, 24 milhões de alunos podem não retomar os estudos. Os fatores, aliados à crise econômica e perda de familiares, distanciam os jovens de uma boa formação e, consequentemente, de oportunidades de trabalho qualificado no futuro. O texto cita o exemplo do Estado de São Paulo. Com base no desempenho dos estudantes no Sistema Nacional de Avaliação da Educação Básica, em média, eles aprenderam apenas 28% do que teriam aprendido em aulas presenciais e o risco de abandono escolar mais do que triplicou na pandemia. Segundo o relatório do Banco Mundial, cerca de 1,5 bilhão de crianças e jovens foram afetados de 188 países.

*Com informações do repórter João Vitor Rocha





Source link