Família de vítima mais jovem do Astroworld rejeita oferta de Travis Scott para cobrir custos de funeral

    0
    193


    Foto de Travis Scott via Shutterstock”>Travis Scott em 2014
    Foto de Travis Scott via Shutterstock

     

    Travis Scott segue tentando ajudar as famílias das vítimas da tragédia que ocorreu em seu festival Astroworld, no dia 5 de Novembro. Porém, não são todas que estão aceitando o apoio do artista.

    Um exemplo disso é a família do pequeno Ezra Blount, garoto de nove anos que foi a vítima mais jovem e recente a falecer após o acontecimento desesperador que terminou com 10 pessoas mortas e centenas de feridos.

    Scott se ofereceu para cobrir as despesas do funeral do menino mas, através de uma carta comovente, a família de Blount recusou a oferta. Em um trecho do comunicado obtido pela Rolling Stone na última segunda-feira (29), o advogado da família de Ezra, Bob Hilliard, diz:

    A oferta do seu cliente foi recusada. Não tenho dúvidas de que o Sr. Scott sente remorso. Sua jornada à frente será dolorosa. Ele deve enfrentar e, com sorte, ver que tem parte da responsabilidade por esta tragédia.

    Travis Scott oferece apoio às vítimas

    Hillard e seu co-advogado Ben Crump receberam a proposta de Scott através do novo advogado do rapper, Daniel Petrocelli, na última quarta-feira (24), um dia após o sepultamento do garoto no Texas. No documento, Petrocelli escreveu:

    Travis está arrasado com a tragédia que ocorreu no Astroworld Festival e lamenta as famílias cujos entes queridos morreram ou ficaram feridos. Travis está empenhado em fazer sua parte para ajudar as famílias que sofreram e iniciar o longo processo de cura na comunidade de Houston. Para isso, Travis gostaria de pagar as despesas do funeral do filho do Sr. Blount.

    O atual advogado de Travis é conhecido por ter representado Fred Goldman no polêmico julgamento de homicídio culposo que considerou OJ Simpson responsável pelas mortes de Ron Goldman e Nicole Brown Simpson.

    Na carta enviada aos advogados da família Blount, Petrocelli afirmou que a aceitação da oferta de Scott “não teria efeito” no processo movido pelo pai do garoto, Treston Blount, contra o rapper e outras empresas e pessoas.

    Mas Hilliard foi incisivo em sua resposta ao dizer que, “por enquanto”, Travis Scott “deve respeitar” que sua própria “devastação” não tem comparação com a da família de Ezra. Ele declarou:

    Pode haver, e espero que haja, redenção e crescimento para ele do outro lado do que será este processo doloroso – e talvez um dia, uma vez que o tempo permita alguma cura para as vítimas e aceitação da responsabilidade pelo Sr. Scott e outros, Treston e o Sr. Scott podem se encontrar, pois também há cura nisso.

    Tragédia no Astroworld

    Em outro momento da carta, o advogado Bob Hilliard comparou a morte de Ezra a “uma torneira de dor inimaginável que não tem saída” e descreveu que Treston, pai do garoto, “não pode deixar de se agonizar com a terrível ideia de que os últimos minutos de Ezra foram cheios de terror e sofrimento”.

    Na última segunda-feira (19), Hilliard disse à Rolling Stone que os representantes de Scott já haviam entrado em contato com Ben Crump para averiguar a possibilidade de marcar uma reunião presencial. Sobre o desejo do rapper, Bob disse:

    Fomos muito firmes. Com todo o respeito, não. Esta não é uma história fotográfica aqui. Este é um tipo de investigação do tipo ‘quem é o responsável e por quê’. E ele está na lista.

    Como compartilhamos aqui anteriormente, os avós do menino relataram que Ezra estava nos ombros de seu pai no festival antes dos dois ficarem presos na multidão. Infelizmente, o garoto acabou sendo pisoteado e teve lesões no cérebro, no fígado e no rim e, após ficar em coma induzido, ele não resistiu.

     





    Source link