Eric Clapton processa mulher de 55 anos pela venda de um CD pirata

    0
    76


    Conhecidos de Eric Clapton se afastam após opiniões sobre COVID-19
    Reprodução / YouTube

     

    Perto de completar 60 anos de uma carreira bem sucedida, Eric Clapton processou uma mulher alemã por vender um disco pirata com a gravação de um de seus shows da década de 1980 no eBay.

    De acordo com o DW (via CoS), o famoso guitarrista enviou a um tribunal de Düsseldorf uma declaração alegando que a gravação presente no disco era ilegal.

    A ré de 55 anos de idade apontou que não sabia que estava infringindo direitos autorais ao vender uma gravação por 9.95 euros, cerca de R$63,65. A acusada ainda disse que o CD foi comprado por seu falecido marido em uma loja de departamentos em 1987. Ela apelou ao tribunal, mas teve o pedido rejeitado.

    O juiz declarou que não fazia diferença se ela tinha ou não comprado o disco e não soubesse que gravação foi feita ilegalmente.

    A liminar de Eric Clapton exige que a mulher pague os honorários advocatícios de ambas as partes, que chegam a cerca de US$3.500, quase R$20 mil. Caso ela volte a colocar o disco com gravações ilegais no eBay, a ré irá enfrentar uma multa de cerca de US$ 283 mil, aproximadamente R$1,5 milhão, ou seis meses de prisão.

    Completamente sem noção o nosso amigo guitarrista, hein?

    As Polêmicas de Eric Clapton

    Vale lembrar que nos últimos anos o influente músico só esteve na mídia por causa de suas opiniões controversas.

    As principais delas dizem respeito à forma como tratou a pandemia de Coronavírus e as vacinas contra COVID-19. Sempre na ofensiva, chegou a fazer uma comparação absurda entre lockdown e escravidão, e se posicionou várias vezes contra a imunização.

    Agora, depois de tudo isso, resolveu processar uma senhora que colocou à venda um CD do marido por menos de 10 euros sem saber que tratava-se de uma gravação pirata. Triste fim.

    LEIA TAMBÉM: Robert Plant tira sarro de Eric Clapton e suas declarações sobre a vacina da COVID-19





    Source link