Em reunião, Xi Jinping e Biden falam em desenvolver relações ‘saudáveis’, ‘coexistir em paz’ e diálogo honesto

0
16


Encontro virtual entre os países ocorre após uma conversa telefônica entre os dois líderes em setembro, na qual Biden e Xi reconheceram a responsabilidade de garantir que a concorrência entre eles não culmine em um conflito

EFE / EPA / SARAH SILBIGER / PISCINAO presidente dos EUA, Joe Biden, em reunião virtual com o presidente chinês, Xi Jinping, na Sala Roosevelt da Casa Branca, em Washington na última segunda-feira

Em uma reunião virtual, nesta segunda-feira, 15, o presidente da China, Xi Jinping, convidou o presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, para desenvolver relações saudáveis e estáveis. “A China e os Estados Unidos (EUA) devem se respeitar mutuamente, coexistir pacificamente, cooperar, administrar adequadamente os assuntos internos e assumir suas responsabilidades internacionais. Precisamos de relações saudáveis e de coexistir em paz”, declarou Xi Jinping, segundo a agência de notícias estatal chinesa “Xinhua”. Biden, por sua vez, já no início da reunião disse que deseja ter uma conversa “honesta” entre os dois. O presidente dos EUA disse que o diálogo deveria incluir uma maneira de como garantir uma competição “simples e direta” entre Washington e Pequim. “Precisamos estabelecer algumas guardas de senso comum”, declarou Biden ao grupo de repórteres que testemunharam na Casa Branca o início da reunião.

Segundo a agência de notícias da China, Xi afirmou a Biden que está pronto para trabalhar com ele para construir um consenso e tomar medidas para “recolocar as relações no caminho certo”. O líder chinês enfatizou que seu país e os EUA estão em uma fase crítica em seu desenvolvimento e que ambos têm a obrigação de manter uma ordem internacional pacífica e estável. Xi também citou a mudança climática e a luta contra a pandemia da Covid-19 como desafios globais prioritários nos quais cooperar. Segundo ele, ver os EUA e a China trabalhando lado a lado é um desejo compartilhado pelos dois povos e por todo o mundo. “É uma missão conjunta”, destacou. Biden mencionou o longo relacionamento que tem com Xi, como líderes das duas maiores potências mundiais: “Sempre nos comunicamos de forma honesta e franca. Nunca saímos tentando adivinhar o que o outro está pensando”, frisou o presidente americano e Xi se mostrou feliz pela definição de “velho amigo”.

O encontro virtual segue uma conversa telefônica entre os dois líderes ocorrida em setembro, na qual Biden e Xi reconheceram sua responsabilidade de garantir que a concorrência entre seus respectivos países não culmine em um conflito. As relações entre os dois poderes se deterioraram durante o mandato de Donald Trump na Presidência dos EUA, com atritos em áreas como comércio, tecnologia, diplomacia, segurança, direitos humanos e a situação em Taiwan. Em recentes reuniões entre funcionários dos dois países, os Estados Unidos reiteraram suas preocupações sobre os direitos humanos na região de Xinjiang, em Hong Kong, e sobre a situação no Mar do Sul da China. Por sua vez, Pequim espera que Washington adote políticas racionais e pragmáticas e não use questões de soberania e segurança para interferir nos assuntos internos do país asiático.

*Com informações da EFE





Source link

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui