Em meio ao crescimento de casos da Covid-19, São Paulo aprova desfiles de 696 blocos para o Carnaval

0
151


Segundo a administração municipal, a realização do evento ainda está condicionada à situação da pandemia, a partir dos números de casos, mortes e internações

WERTHER SANTANA/ESTADÃO CONTEÚDOCarnaval de São Paulo em 2019

A prefeitura de São Paulo aprovou os desfiles de 696 blocos para o Carnaval de 2022. Em nota, a Secretaria Municipal da Subprefeituras ainda celebrou o número por representar um recorde, pois em 2020 foram 644. Por outro lado, houve 64 cancelamentos. A administração municipal, apesar da autorização, diz que o evento permanece condicionado à situação da pandemia na maior cidade do país, observando os números de casos, mortes e internações por Covid-19. Com base no panorama epidemiológico, ainda não se sabe claramente quais indicadores a prefeitura de São Paulo usará para avaliar se mantém ou não a realização dos desfiles. Os gestores municipais apontam que o monitoramento está sendo feito e, se houver de suspender a festa como ocorreu no Réveillon da Avenida Paulista, a medida será tomada com base na ciência.

Entre os blocos que já optaram pelo cancelamento entre estão o da cantora Daniela Mercury, Pipoca da Rainha, e Glória Groove, Bloco das Gloriosas. A produtora de funk KondZilla, que organiza o bloco do KondZilla também desistiu, assim como o ator e cantor Thiago Abravanel, que comandaria o Bloco do Abrava. Entre os confirmados estão o bloco da Anitta e o da Orquestra Voadora. A capital paulista registra até o momento 69 da variante Omicron do novo coronavírus.

*Com informações do repórter Daniel Lian





Source link