De briga com o COB a atritos familiares: Relembre polêmicas do casamento entre Gabriel Medina e Yasmin Brunet

0
116


Relacionamento entre o surfista e a modelo começou em março de 2020 e a dupla se casou no fim do mesmo ano; relação foi marcada por polêmicas envolvendo a família Medina

Reprodução/Instagram @gabrielmedinaCasal terminou o relacionamento pouco mais de um anos depois de se casarem

Após pouco mais de um ano de casamento, o relacionamento entre o surfista e atleta olímpico Gabriel Medina e a modelo Yasmin Brunet chegou ao fim. A informação foi confirmada pela Jovem Pan na manhã de quinta-feira, 27, com a assessoria do surfista. Até o momento, nem Medina nem Brunet se posicionaram publicamente sobre o fim do relacionamento. As causas do término ainda não foram esclarecidas. Mesmo juntos há pouco tempo, o relacionamento da dupla já gerou diversas polêmicas tanto na carreira de Medina quanto na relação com sua família. Relembre abaixo as principais polêmicas que marcaram o casamento de Medina e Brunet.

Casamento sem familiares

O relacionamento entre o surfista e a modelo evoluiu muito rápido. Os dois começaram a namorar em março de 2020, quando a pandemia de Covid-19 chegou ao Brasil e os decretos sanitários ordenaram o isolamento social. Os dois ficaram isolados na casa do surfista, no litoral de São Paulo, durante o pico da pandemia. No fim daquele ano, Medina e Brunet se casaram no Havaí em uma cerimônia que não teve a presença de familiares do casal. Neste ponto, a relação com a família do surfista começou a ficar abalada. Em meio a críticas sobre o relacionamento, Medina deixou de seguir sua mãe, Simone, e seu padrasto, que era seu então treinador, no Instagram. De acordo com matérias publicadas na época, a família do surfista não aprovou o casamento relâmpago e temia o impacto da relação na carreira do atleta. Simone alegou que a modelo é ‘controladora’.

COB e Olimpíadas de Tóquio

Uma das principais polêmicas envolvendo o casal aconteceu nas semanas que antecederam os Jogos Olímpicos de Tóquio 2020, quando Medina discutiu com o Comitê Olímpico do Brasil (COB) para poder levar Yasmin para as Olimpíadas. Por conta das restrições causadas pela pandemia de Covid-19, Medina podia levar apenas uma pessoa como parte da sua equipe para o Japão e queria usar a vaga com Yasmin, abrindo mão de levar um treinador. O COB, por sua vez, vetou a escolha de Medina, o que gerou uma grande polêmica pouco antes do início da competição. Nas redes sociais, Brunet chegou a afirmar que a decisão foi tomada por motivos pessoais e que a verdade apareceria em algum momento. Impedida de acompanhar Medina, coube à modelo comentar os resultados dos Jogos aqui do Brasil e ela mostrou sua indignação com os resultados contra Medina, que ficou na quarta posição e não levou nenhuma medalha.

Vídeo íntimo e atrito com mãe de Medina

O último capítulo polêmico antes da separação do casal aconteceu no fim de 2021, quando Simone Medina voltou a atacar Yasmin. Na ocasião, a mãe do surfista comparou a modelo com uma atriz pornô e disse ter um vídeo no qual Yasmin apareceria tendo relações sexuais com um outro homem. As acusações geraram revolta na modelo, que utilizou seu perfil no Instagram para rebater a sogra. “Quero me manifestar sobre algumas notícias que saíram essa semana. Uma delas diz que existiria um vídeo íntimo meu em posse de uma familiar do meu marido. Essa informação não procede. Não existe tal material. E nunca existiu. No entanto, eu preciso ressaltar que, mesmo que existisse, é lamentável querer diminuir uma mulher por exercer sua sexualidade”, disse Brunet. Além disso, Simone teria dito que Yasmin já teria tido um relacionamento homoafetivo. “Uma outra mentira criada para me atacar seria sobre um suposto relacionamento homoafetivo. Como se viver um amor fosse algo que ofenderia… E me entristece esse tipo de atitude nos dias de hoje. Eu prezo pelo respeito às mulheres e por todos aqueles que vivem seus amores”, rebateu a modelo.





Source link