Carlos Bolsonaro vai ao STF contra Aziz e Renan; Cristina Graeml comenta: ‘Corte precisa dar uma resposta’

0
14


Vereador afirmou que senadores cometeram abuso de autoridade durante a CPI da Covid; comentaristas do programa ‘Os Pingos Nos Is’ analisaram decisão

Dida Sampaio/Estadão Conteúdo

O vereador do Rio de Janeiro Carlos Bolsonaro (Republicanos) afirmou nesta quinta-feira, 25, que apresentou uma notícia-crime ao Supremo Tribunal Federal (STF) contra o presidente da CPI da Covid-19, senador Omar Aziz (PSD-AM), e o relator, Renan Calheiros (MDB-AL). O filho do presidente da República argumenta que os parlamentares cometeram abuso de autoridade, vazamento de informação sigilosa, prevaricação e receptação. “Algumas de suas condutas que me atingiram e a outras pessoas, algumas delas médicos da linha de frente do combate à pandemia. CPIs não são tribunais de exceção e as possíveis transgressões não podem ficar impunes. Agora, o PGR poderá analisar os fatos”, disse em sua conta do Twitter.

Durante sua participação no programa “Os Pingos Nos Is“, da Jovem Pan News, Cristina Graeml defendeu que todos os que se sentiram atingidos por suposto abuso de autoridade dos senadores do chamado “G7” devam entrar na Justiça. “Eles não vão parar. Eles querem holofote e para isso saem atropelando todo mundo. O vereador Carlos Bolsonaro, na condição de filho do presidente, obviamente se sentiu incomodado pela forma como Bolsonaro foi tratado pela CPI, que gritou ‘genocida’ ao longo de meses”, afirmou. “Muitos abusos e o STF precisa dar uma resposta para tudo isso”. 

Assista ao programa “Os Pingos Nos Is” desta quinta-feira, 25, na íntegra: 





Source link

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui