Caixa dobra crédito imobiliário, mas juros altos podem dificultar financiamento da casa própria

0
92


Segundo a FGV, mais de 4 milhões de famílias deixarão de ter acesso ao benefício

Marcelo Camargo/Agência BrasilPrédio administrativo da Caixa Econômica Federal

O volume de crédito imobiliário da Caixa Econômica Federal cresceu e com recursos próprios. Foi o que afirmou o presidente da Caixa, Pedro Guimarães. “Do ponto de vista da Caixa Econômica Federal, em janeiro de 2022, nós crescemos 100% em crédito imobiliário em relação a janeiro de 2021, com recursos próprios da Caixa, nós crescemos 100%”, disse. No mês passado, os financiamentos somaram R$ 11,6 bilhões. Em janeiro de 2021, o montante ficou em R$ 5,8 bilhões. A projeção de crédito da Caixa passou por uma revisão em 2022. O valor vai subir de R$ 150 bilhões para R$ 155 bilhões. Com a alta dos juros, na casa de dois dígitos, o crédito imobiliário vai ficar menos acessível para a população brasileira. E a expectativa doC setor é de um crescimento modesto em 2022. Pela primeira vez em quatro anos e meio, esse é o 8º aumento seguido do juro básico e que, agora, está bem acima de 10%. De acordo com os dados da Fundação Getúlio Vargas (FGV), mais de 4 milhões de famílias deixarão de ter o acesso ao crédito imobiliário, justamente por causa dos juros embutidos das parcelas. A dica de especialistas para quem vai financiar um imóvel é dar o máximo de entrada possível e atenção ao verificar as taxas oferecidas por cada banco.

*Com informações do repórter Maicon Mendes





Source link