Beni Borja, fundador e primeiro baterista do Kid Abelha, morre aos 60 anos

    0
    50


    Beni Borja, fundador e primeiro baterista do Kid Abelha, morre aos 60 anos
    Reprodução / Instagram

    O músico brasileiro Carlos Beni Borja, baterista da formação original do Kid Abelha, faleceu aos 60 anos de idade na última quinta-feira (23).

    A triste notícia foi confirmada pelo saxofonista George Israel e pelo grupo Biquini Cavadão, banda que teve seus primeiros seis álbuns produzidos pelo músico, mas a causa da morte não foi divulgada.

    Em sua publicação no Facebook, Israel lamentou a morte do amigo e revelou que Beni Borja estava com um novo projeto previsto para ser lançado no ano que vem:

    Querido Beni se foi… um susto, uma tristeza enorme. Meus sentimentos à família e aos amigos. […] Estive com ele em junho e escutamos juntos seu primeiro disco solo que seria lançado no começo de 2022. Está muito bacana! Cantando bem e com ótimas musicas. Fico com pena dele não ter conseguido viver essa nova fase.

    Na publicação feita pelo Biquini Cavadão em sua conta do Instagram, a banda relembrou a relação de Carlos com os integrantes do grupo:

    Beni foi sempre nosso ‘father figure’ (em tradução livre, ‘figura paterna’), alguém que orientava aqueles cinco adolescentes ainda se descobrindo no meio musical.

    Partiu dele a sugestão de sempre assinarmos as canções coletivamente, e assim pactuamos. Produziu 6 discos do Biquini, os seis primeiros. De ‘Cidades em Torrente’ ao ‘biquini.com.br’.

    Carlos Beni Borja e Kid Abelha

    No início de 1980, Beni se juntou a Paula Toller, Leoni e George Isreal para formar o Kid Abelha & Os Abóboras Selvagens.

    O músico foi coautor de algumas faixas do álbum de estreia do grupo Seu Espião, como o sucesso “Fixação”, porém decidiu deixar a banda no final de 1983, meses antes do lançamento do disco.

    Nesta sexta-feira (24), a cantora Paula Toller compartilhou em seu Instagram uma foto de Beni Borja na gravação da primeira demo do Kid Abelha, em 1982, nos estúdios Sonoviso, no Rio de Janeiro, e escreveu:

    Nesse natal, perdi um grande amigo, um parceiro, um companheiro dos primórdios da nossa jornada musical. Beni era um cara de ideias, de excelente conversa, grande cultura e sensibilidade.

    Minhas profundas condolências à Marina, Julia, Luisa, João Beni e Francisco, bem como a toda a família. Aqui vai a nossa última parceria, À deriva pela vida. Adeus, Beni.

    ‘As correntes que nos trazem vão um dia nos levar’.

    Depois que deixou o Kid Abelha, Beni se dedicou ao Biquini Cavadão produzindo a primeira gravação do grupo, que foi uma demo-tape com as músicas “Tédio” e “No Mundo da Lua”.

    As faixas citadas passaram a integrar a programação da rádio Fluminense FM, do Rio, e despertou o interesse da gravadora Polygram, que em seguida contratou o grupo.

    Já em 1990, o músico se tornou empresário do Biquini Cavadão, cargo que ocupou por nove anos, e passou a produzir outros artistas.

    Que Beni descanse em paz!

     





    Source link