Banco JPMorgan cobra US$ 162 milhões da Tesla em processo

0
16



Nesta última segunda-feira (15), o banco americano JP Morgan Chase aplicou um processo contra a Tesla para garantir US$ 162 milhões (R$ 890 milhões na cotação atual) por romper um contrato de garantias. Conforme as informações, a companhia de Elon Musk rompeu um contrato sobre garantias em uma operação no mercado financeiro.

A JPMorgan afirma que a Tesla descumpriu “flagrantemente” o contrato de opções de compras, que garantia um pagamento ao banco, em dinheiro ou ações, caso o preço dos ativos superasse um valor pré-determinado.

Tesla descumpriu garantias

Em um tuíte antigo, Musk afirmou que fecharia o capital da Tesla em US$ 420 por ação e, assim, o banco teve que revisar o contrato. Pouco depois, o CEO da Tesla desistiu da ideia e a JPMorgan precisou ajustar o acordo novamente.

A parceria começou em 2014, mas o prazo final do investimento é neste ano. Nesse meio tempo, as ações da Tesla já ultrapassaram o preço do contrato quase dez vezes, mas a Tesla não pagou nenhuma vez pelos ajustes das garantias.

“Apesar dos ajustes feitos pelo JPMorgan serem adequados e uma exigência contratual, a Tesla se recusou a aceitar o preço de referência e pagar o que deve. A Tesla está em flagrante descumprimento de suas obrigações contratuais. Como resultado, mais de US$ 162 milhões são devidos ao JPMorgan pela Tesla”. revelou o banco na corte de Manhattan.

Até o momento, a Tesla não revelou nenhuma informação sobre o caso, contudo, em 2019, a companhia afirmou que o banco JPMorgan estava tentando ser “oportunista” ao tirar vantagem da volatilidade de valor dos papéis da fabricante de carros elétricos.





Source link

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui