Assessor parlamentar é preso suspeito de fraude bilionária no RJ

0
45


Vando Amorim foi preso com outras seis pessoas na segunda fase da operação Desvio de Rota; carros de luxo e R$ 200 mil em espécie também foram apreendidos

PRF/DivulgaçãoPrisões foram realizadas no Rio de Janeiro

O assessor parlamentar Vando Amorim, lotado no gabinete do deputado Giovani Ratinho (PROS), foi preso nesta sexta-feira, 11, na 2ª fase da operação Desvio de Rota, que descobriu uma fraude fiscal estimada em R$ 1 bilhão no Rio de Janeiro. Amorim, que foi preso junto a um policial militar de Caxias e outras 6 pessoas, é acusado de corrupção passiva durante o período em que trabalhava como agente público em uma barreira fiscal da cidade de Itatiaia, no sul do estado fluminense. Na época, segundo a polícia e o Ministério Público, o assessor recebia propina para permitir a entrada de combustíveis no estado com notas frias e notas falsas. Equipes da operação estiveram na Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alesp) atrás do assessor, mas ele não foi encontrado, o que levantou suspeitas de que ele fosse um funcionário fantasma. O deputado Giovani Ratinho, porém, negou a suspeita e anunciou a exoneração do assessor. Além das prisões, os agentes da operação recolheram três carros de luxo, R$ 200 mil em espécie e uma pequena quantidade de dólares. De acordo com o Ministério Público, cerca de 30 pessoas que integram a quadrilha foram denunciadas à Justiça.

*Com informações do repórter Rodrigo Viga





Source link

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui