Após atritos e pedido de adiamento, organização das prévias do PSDB diz que discussões estão ‘superadas’

0
7


Cerca de 3% dos mais de 1,3 milhão de filiados estão aptos para participar da votação, que vai escolher o candidato do partido à presidência da República

Divulgação/PSDBSenador José Aníbal, um dos organizadores da disputa do PSDB, diz que as discussões internas estão superadas

Após uma campanha marcada por críticas ao sistema de votação e ameaça de adiamento, as prévias do PSDB estão confirmadas para domingo, 21, em Brasília. Na disputa dois governadores são favoritos: Eduardo Leite e João Doria, que completam o quadro de concorrentes o ex-prefeito de Manaus, Arthur Virgílio. O senador José Aníbal, um dos organizadores da disputa, diz que as discussões internas estão “superadas”. “O aplicativo é recente, mas muito bem construído e muito bem supervisionado”, afirmou. Cerca de 3% dos mais de 1,3 milhão de filiados estão aptos para participar das prévias. É preciso estar inscrito no aplicativo criado para a votação, que vai das 8h às 15h de domingo. O presidente do PSDB em São Paulo, Marco Vinholi, também minimiza a polêmica em torno do sistema de votação. “Estou muito seguro do processo que foi aplicado, seja via aplicativo, seja com dinâmica de discussão que atingimos. É natural que uma candidatura ou outra possa fazer suas manifestações. Algumas, parecendo uma estratégia eleitoral, como a questão do adiamento. Estava na reunião que os representes do Eduardo Leite pediram o adiamento, discordamos e conseguimos seguir em frente com a votação para escolher na urna, no próximo domingo, o candidato a presidente.”

A direção nacional do PSDB descarta, até o momento, adiar as prévias tucanas, já que foi feito um investimento de R$ 8 milhões. Enquanto isso, João Doria e Eduardo Leite continuem trocando acusações sobre o método de votação da legenda. O senador José Aníbal lembra que o filiado não poderá votar duas vezes, de forma presencial e pelo aplicativo, e ressalta que possíveis contestações poderão ser feitas ao diretório. “Os que têm mandatos, deputados estaduais, prefeitos, vice-prefeitos, deputados federais e governadores podem votar presencialmente. Se não for votar, eles têm que avisar. Todos estão credenciados, vai poder votar pelo seu virtualmente. Pode estar em um Estado diferente, fora do Brasil, vai ter a possibilidade de votar”, disse. A crise que ameaçou as prévias do PSDB ganhou mais uma discussão depois que um vereador do interior de São Paulo gravou um vídeo ensinando como fraudar o aplicativo. O diretório nacional garantiu que o problema já foi resolvido.

*Com informações do repórter Maicon Mendes





Source link

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui